Digite os termos de pesquisa:
Top
 

Chrome e Firefox começam a marcar sites HTTP como Não Seguros

Chrome e Firefox começam a marcar sites HTTP como Não Seguros

Com o lançamento da versão 56 do Google Chrome e da versão 51 do Firefox, os sites HTTP começaram a ser marcados como “Não Seguros” sempre que nos mesmos seja solicitada informação pessoal, como senhas ou cartões de crédito.

Ou seja, se o acesso ao seu site ainda é feito via HTTP (exemplo: http://www.site.pt), nas páginas onde requer que os utilizadores insiram informação pessoal, os utilizadores vão passar a ver:

chrome-nao-seguro
example-dot-com-control-center-600x417

Com esta medida, a Google e a Mozilla pretendem acelerar a adopção do HTTPS, um protocolo que oferece uma maior garantia de segurança. Para implementar HTTPS no seu site é necessária a aquisição anual do certificado de segurança e configurar o seu site para que todas as chamas no código passem a ser efectuadas via HTTPS para que não apareçam erros de “mix content”.

Porquê mudar para HTTPS?

Quando navegamos num site seguro, os dados que entram e saem são encriptados usando um certificado SSL (Secure Sockets Layer). Isto faz com que seja muito difícil (ou impossível) para entidades terceiras conseguirem interceptar quaisquer dados.

Websites sem encriptação podem ser borlados. Quando um site é seguro, os visitantes sabem que é de confiança e que não é um site impostor.

Além disso, o Google gosta de HTTPS e das ligações seguras, e está a favorecer estes websites seguros nos motores de busca, penalizando sites sem certificados SSL.

Pretende implementar o HTTPS no seu site ou mais informações sobre este tema?

Contacte-nos

Publicado por: Art Web Design

Últimos comentários

Deixe o seu comentário